A MÁQUINA DO TEMPO É O MISTÉRIO DE DEUS?

O LIVRINHO DOS SETE TROVÕES

CAPÍTULO 6

HISTÓRIA PROFÉTICA

 
 

 

(Margem de erro de 33 dias:  derivados da diferença entre o ano profético de 360 dias para o ano solar de 365,25 dias;  também, devido ao fato de uma hora não representar 60 minutos e proporcionalidade, onde uma hora equivale ao período proporcional entre 60 à 119 minutos.)

 

Personagens:

O Originador: é o autor deste livro, ou seja, uma pessoa nascida na terra no período pré apocalíptico com capacidade para manipular a História e edificar a Máquina do Tempo e seus derivados como objetos que corrompem às leis físicas atuais (OVNIs).

O Originador no objetivo de manipular a História criou três personagens que poderão estar na Última Semana de Daniel (os últimos Sete anos que precedem a Volta de Jesus) afim de se passar por ele.  Pois o Originador pode simplesmente não estar no Apocalipse e uma outra pessoa se passando por ele ocuparia esse lugar na História o qual denomino de Ross (Ross é uma das definições do Príncipe de Gogue e também significa CABEÇA "as sete cabeças são sete montes, nos quais a mulher está assentada.  São também sete reis." Ap: 17:9).  Portanto, Ross significa: Cabeça, Monte e Rei.  E Berg significa Montanha.  Isto posto, o meu NOME possui as características do nome da besta!!!  Rosemberg ou Ross in Berg = Cabeça na Montanha, ou vice versa.

Essa pessoa que se parece com o Originador mas não é o Orignador, na verdade seria um clone natural o qual denomino de Ponterose.

Ponterose é uma pessoa originária da tribo de Dan "Síria/Líbano".  E em certas circunstâncias, esta pessoa poderá ser tomada por espíritos imundos e se passar pelo Originador na função de Ross ou Berg.

Berg é um personagem que se diz o Originador regredido no tempo, sendo Ross regredido no tempo.  Este Berg, poderia ser interpretado como serafim Homem, entretanto, o título de serafim Homem só será conquistado caso o planejamento histórico do Originador seja perfeito.

A imagem de Ross "Ponterose" (Ap.13:15), é uma pessoa que aparece na História após a morte e ressurreição de Ross e se diz Ross ressuscitado.

Obs.:  o texto acima pode assustar à muitos, mas isto está inserido no mistério da besta que é e não é, mas que aparecerá e no decorrer do livro verificaremos a santidade do Originador e a decodificação plena de tal mistério, incluindo é claro, o número 666, que exponho abaixo:

6 é número de homem.  Ora, esse número é 666.

Portanto temos três homens que possuem semelhança.

Sétimo Rei, Oitavo Rei e Imagem do Rei. ou "Ross, Berg e Ponterose"

 

Este resumo será acrescido de mais conhecimento e muitas confusões conforme será exposto no decorrer do livro.  Pois não se saberá onde de fato se encontra o Originador, pois o objetivo principal desta confusão é dificultar que Satanás identifique o Originador e o mate duas vezes, pois é fundamental que o Originador morra apenas uma vez e isto acontecendo ele conseguirá ser o Homem que se assenta à esquerda do Leão da Tribo de Judá "Jesus".  Sendo o responsável junto com Jesus pelo planeta Terra.  E assim ele será inicialmente o Príncipe Homem, depois, Serafim Homem após o primeiro regresso no tempo "Berg?"; após o segundo regresso no tempo será o querubim Homem;   no terceiro regresso no tempo, será o Arcanjo Homem e o regressos no tempo acima disto, será o Deus Homem "Alah dos Árabes ou Eloim dos Judeus".  Jesus é Jeová!

 

Obs.: 

O Originador pode ser uma das testemunhas mártires, caso o Apocalipse se cumpra nessa geração, e o originador sou eu, o autor do Livro. 

Mas, o título que de fato é definitivo é que eu sou o Último Elias, pois após mim, não haverá outro Elias.

 

Nota:  Na possibilidade do Apocalipse não ocorrer em nossa geração, o Neocristianismo crescerá e o conteúdo do Livrinho não será mudado e quando a Última Semana de Daniel "Apocalipse" acontecer, as duas Testemunhas Mártires serão representadas por homens semelhantes à Moisés e Enoque e uma terceira pessoa se passará por mim.  Mas, isto não vem ao caso, pois dependerá da sequência histórica atual.

Como disse, as testemunhas mártires serão semelhantes à Moisés e Enoque e o futuro autor do próximo Livrinho "caso seja necessário", terá uma dessas duas aparências conforme a História do Futuro necessitar.

 

Nota: "Apocalipse acontecendo em nossa geração" (Os relatos à seguir em letras itálicas é uma versão histórica na qual desempenho a função de Ross, todavia isto não significa que eu o serei, pois a Operação do Erro se manifestará sobremaneira nesse livro e no respectivo Apocalipse, onde ninguém saberá onde eu estou!"):

O Apocalipse se cumprindo em minha geração: eu serei Elias e agirei como testemunha mártir (Ap.11:1à14) e a outra Testemunha será o Papa Francisco, e um terceiro homem morrerá conosco por volta do ano 2018 DC, após um testemunho de 1260 dias "no qual estará incluído a Restauração do Antigo Império Romano sob nosso comando, onde o Papa estará em Roma e eu na antiga Babilônia"

Nesse caso, eu sou o Originador e o Império terá seu líder religioso "Papa Francisco em Roma e eu como Líder Político em Israel, após libertá-lo do domínio Árabe com o apoio Cristão e Xiita.  Tudo isso ocorrerá num prazo de 1260 dias "esse  período não significa que serão 1260 dias de seca - pois tais serão localizadas e mediante solicitação" quando então as duas supostas testemunhas mártires morrerão e ressuscitarão "ou como se fosse".

Após isso, as mesmas serão ascendidas aos céus, e a minha imagem ocupará meu lugar e se dirá eu ressuscitado com uma nova versão histórica dos fatos.

 

O relato acima, foi apenas para familiarizar o leitor para se atentar ao conteúdo do livro, pois o mesmo já chegou no futuro, nos céus e é conhecido em todo o mundo por alguns no presente.  Portanto, não subjuguem o conteúdo deste livro, pois o mesmo já venceu, o problema é que talvez você ainda não o conheça.

 

Neocristianismo:  Denominação que dei ao cristianismo oriundo do entendimento da máquina do tempo

 

O Iraque: exerce importantíssima função no Mistério da Máquina do Tempo, pois abaixo daquele solo, se encontra o acampamento dos anjos do Eufrates, e um lançador de Máquina do Tempo "Árvore do conhecimento do Bem e do Mal" (visto que o Iraque é o antigo Jardim do Éden), e muitas versões do Neocristianismo irão querer autoridade sobre aquele solo.

Quando o Neocristianismo dominar o mundo, será colocado no poder da antiga Babilônia uma mulher, semelhante à Lilith "mas não é Lilith e para não confundir à denominarei de "Pequena Será". Mas, como já disse, todas previsões deste livro só se consumarão caso o Apocalipse se cumpra nessa geração. Caso contrário, este livro chegará ao futuro e será o inspirador do mesmo e semi causador para os acontecimento que lá ocorrerão, certamente haverá modificações conforme as Versões históricas cabíveis àquele período e o construtor do próximo Livrinho saberá o quê fazer.

 

Dia 0:

Tratemos inicialmente, sobre o nascimento de Jesus.

Serei bastante resumido:

Maria, uma virgem engravidou (Mateus:1;23):  Logo, não houve relacionamento sexual.

Jesus, nunca chamou Maria de mãe.

Então Maria "Virgem", deu a Luz a um ser no qual nunca a chamou de mãe.

Seria Jesus proveniente de uma inseminação artificial, onde Maria teria sido o quê hoje denominamos de "Mãe Biológica"?

Jesus que tudo sabia nunca a chamou de mãe.  Logo, nada impede que se conclua que Maria não seja mãe genética de Jesus.

 

Se assim for, já que o Pai de Jesus de acordo com esse livro, mediante uma versão histórica, pode ser proveniente do futuro.  Por qual motivo, sua mãe também não seria oriunda do futuro "Apocalipse", visto que Maria se apresenta nessa análise "versão histórica", como "mãe biológica".

Quem seria então a mãe genética de Jesus nessa versão histórica?

Quanto ao Pai, através do entendimento deste livro, verifica-se que o mesmo é o Homem que se assenta no Trono de Deus à esquerda do Leão (Jesus-Leão da Tribo de Judah), e a origem deste Homem poderá ocorrer no futuro, conforme descrevo nesse livro.

Enfim, resumidamente,  Jesus, de acordo com essa versão histórica, seria o filho de um homem do futuro, mas nada impede que sua mãe também seja oriunda do futuro, pois se Maria não teve relação sexual com o "Homem" Pai de Jesus, logo, nada impede que possamos concluir que uma outra mulher "provavelmente contemporânea ao Homem/Pai de Jesus, isto é, no futuro/início do Apocalipse" tenha a relação sexual no qual teria dado origem ao óvulo fecundado Jesus:  após isso, o óvulo fecundado teria sido retirado, e levado ao passado e implantado em Maria.

Eu particularmente, não gostaria que essa versão histórica fosse predominante.  Todavia, sou obrigado à expor todas as versões históricas mais importantes.

Quem seria então esta suposta mãe de Jesus, oriunda do futuro?

Veremos posteriormente, que esta mulher deverá possuir a aparência física de Eva, que por sua vez, também possui a mesma genética de Maria.  É importante o conhecimento desse fator, pois os oriundos do passado ou do futuro, necessitam de um doador de espaço-tempo para se manifestar no presente, e o presente aqui descrito é o Apocalipse.

O doador de espaço-tempo "mesma semelhança genética / profeticamente imagem apocalíptica" é retirado da Terra para que o oriundo do passado ou futuro se manifeste "esta hipótese se sustenta no argumento do Apóstolo Paulo que diz que é necessário a retirada de um para que o outro se manifeste, além da necessidade filosófica que a máquina do tempo impõem para esses fenômenos no objetivo de enganar o universo dos mortos como veremos posteriormente".

Isto posto, é necessário a existência de uma mulher no apocalipse que seja semelhante à Eva e à Maria, para que uma dessas possa se manifestar mediante a sua retirada.

Mediante essa análise de uma versão histórica, esta mulher existirá no Apocalipse e será contemporânea do mesmo "é fato", logo existe a possibilidade do Homem pai de Jesus, conhecer essa mulher.

Para o momento, essa análise é o suficiente.

(...)

 

Início do Apocalipse "ou início da Última Semana de Daniel", me era muito obscuro.

Baseado na profecia das Setenta Semanas de Daniel, a Última Semana equivalem aos últimos Sete Anos da Besta, onde se desenrolará a questão profética fundamental do Apocalipse.

Este período é caracterizado pela retirada daquele que o detém.  Quem é esta pessoa que impede a manifestação do iníquo/anticristo/abominável da desolação?

Os Últimos Sete Anos, que equivale a septuaginta semana, se iniciará após a retirada de Jesus, quando, após sua ressurreição, ele foi abduzido aos céus e retornará após a septuaginta semana.

Portanto Jesus já foi retirado e o Apocalipse não aconteceu, pois a septuaginta semana não se iniciou imediatamente após a 69ª.

Todavia, entre o intervalo do fim da 69ª semana e o início da 70ª semana, já se passaram quase 2000 anos!

 

Conforme veremos posteriormente, o final do ministério de Jesus na Terra se caracterizou pelo pacifismo obrigatório "Jesus queria uma revolução para livrar os Judeus do julgo do Império Romano, mas seu Pai "Homem-Deus" o aconselhou para que não agisse assim, pois convinha que Jesus morresse.

 

Pelo entendimento da filosofia da Máquina do Tempo, tal pacifismo só se caracteriza, quando o líder pacifista "embora com tendência bélica" seja oriundo do futuro, pois os oriundos do futuro não podem matar seres do passado, essa é Lei.  E assim, esse seria um dos motivos do pacifismo de Jesus.

Isto posto, os atos de Jesus no passado, podem caracterizar de que ele seja oriundo do futuro!!!  Se assim fosse, Jesus poderia matar no futuro, pois estaria em seu verdadeiro espaço tempo.

Todavia, ele no passado, nasceu de uma mulher cujo o nome é Maria.

Seria Jesus apenas filho do Homem do futuro "Deus Homem" (segundo uma versão histórica) com a mulher do passado "Maria"?

Jesus conhecedor pleno de seu mistério, nunca chamou Maria de Mãe!!!

Logo, Maria pode não ser mãe genética de Jesus, apesar de o tê-lO gestado.  Isto posto, surge a possibilidade de um óvulo fecundado tenha sido inserido na virgem Maria, tendo em vista que ela pariu Jesus ainda virgem, portanto, nenhuma relação sexual entre o Deus-Homem e Maria aconteceu.

O Pai, é o Homem que se assenta no Trono de Deus à esquerda do Leão que é Jesus, e segundo uma versão histórica, esse Homem é oriundo do futuro "provavelmente o Originador", que se assentará no Trono de Deus à esquerda do Leão "que é Jesus". 

Ainda precisamos entender o retorno de Jesus à Terra.  Pois Jesus nasceu no passado, logo é necessário um doador de espaço tempo para que ele exista no futuro.  É justamente nesse ponto, que surge a possibilidade da criação de um doador de espaço-tempo.

Esses doadores de espaço tempo, poderão existir da seguinte forma:

 

1)- Uma cópia genética natural de Jesus que exista no período pré apocalíptico e que seja retirado no início da Última Semana de Daniel "Apocalipse".

2)- Início da existência de Jesus, como óvulo fecundado e retirado da mulher e da Terra.

Na primeira possibilidade, nada há à acrescentar.

Na segunda possibilidade, a face de Jesus só poderá ser vista fora de sua nave, 34 anos após o início da Última Semana de Daniel, pois só após esse tempo que o suposto óvulo fecundado teria a idade que Jesus saiu da Terra à cerca de 2000 anos atrás, então Jesus poderia se apresentar ao mundo, mas nada impedi-lo-á de sobrevoar a Terra com sua nave e guerrear contra os exércitos da Terra, só não poderá sair da nave, para que sua face não seja vista pelos homens comuns.  Enfim, será como se o exército dos anjos estivesse sendo comandado pelo óvulo fecundado que teoricamente nasceu e cresceu durante o Apocalipse e as ordens que são dadas ao exército dos anjos será como se fosse o Espírito daquele óvulo fecundado e que se desenvolve.  Mas, na verdade, seria o próprio Jesus.

A versão Histórica, na qual o óvulo é fecundado no início do Apocalipse, proporciona a legitimidade para que o Jesus viva no Apocalipse mesmo sem ter sido ressuscitado de fato no passado, promovendo assim uma alteração histórica bastante positiva, pois ele vence no Apocalipse sem que seu corpo teoricamente morto seja vislumbrado pelos homens comuns.  E, quando a guerra for vencida pela filosofia de Jesus, Jesus terá toda autoridade para promover no passado a sua própria ressurreição e assim a História será alterada de uma forma excepcional.  História esta que já conhecemos, pois Jesus já ressuscitou dos mortos e temos fé nisso.

 

Mediante essa versão histórica, no momento em que o óvulo fosse fecundado, Jesus começaria a existir no nosso tempo, e, nesse momento poderia ocorrer o silêncio no céu de quase meia hora!!! (Ap. 8), que representa a abertura do Primeiro Selo, para posteriormente o livro selado "talvez este Livrinho" poder ser lido nos céus, mas apenas Jesus poderá visioná-lo.  O mesmo livro estará na Terra e provavelmente é este ao qual está lendo...  "Posteriormente entenderemos".

 

As meia hora de silêncio no céu, equivale à meia hora textual e à cerca de sete dias.

No período de meia hora, segundo a versão histórica que está sendo analisada, a mãe genética de Jesus poderia ser fecundada pelo Originador, e Jesus iniciará a existência.

Obs.:  as profecias destinadas à Maria e sua fuga para o deserto, também seriam aplicadas à mãe genética de Jesus.  Isto deve-se à Operação do Erro (Ap.12), porém com grandes modificações.

Grande Rainha, será o nome nesse livro para a suposta mãe genética de Jesus.

No período de aproximadamente 3,5 dias, a serpente abrirá uma boca como se fosse um rio para evitar que o óvulo fosse retirado pelos anjos do Arcanjo Gabriel.  Mas o Arcanjo Miguel vem em auxílio, e os anjos de Satanás sairão em retirada, sabendo que pouco tempo lhe restarão, pois nesses dias Satanás e seus anjos perderão seus lugares nos céus...

 

Grande Rainha então seria levada à um análogo deserto onde ficaria por 1260 dias, até que o Originador, ou aquele que se passará por ele morra.

 

Satanás, a antiga Serpente então investirá contra os outros filhos da Grande Rainha.

 

Esse pequeno texto, finalmente pode estar mostrando o início do Apocalipse.  E passará imperceptível ao mundo.

 

Dias/anos após o dia 0:

É realizado o primeiro teste relativo à construção do primeiro UFO de nosso planeta.

Este dia para alguns será caracterizado como o início da Última Semana de Daniel na interpretação teológica cristã que representa o último sete anos que antecede a Volta de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.  Um ano antes disso, será caracterizado para alguns como o início.

 

Dia 540:

Este dia é caracterizado pelo início do período de Glória e Luxúria de Babilônia. 

Analisando Babilônia, verifica-se que após sua queda ela diz que viúva não é pranto nunca há de ver.  Se ela se diz ex-viúva, é porquê ela já possuiu marido.  Isto posto, o início de sua Glória e Luxúria ocorre no momento de seu casamento e este casamento deverá ser com o futuro sétimo rei.

Portanto, o início da Glória e Luxúria de Babilônia "segundo a Operação do Erro" será o momento em que o futuro sétimo rei será apresentado como marido de Babilônia.

A Babilônia inicial é o Vaticano, e o chifre da besta da terra é o Papa, porém o marido propriamente dito é a besta que é e não é, que é o futuro sétimo rei.

Isto posto, o Papa no dia de 540 aproximadamente reconhece um homem como representante de Jesus Cristo, mais exatamente como sendo Elias (Ml.:4;5), porém me referirei à esse homem pelo nome de Ross.

Dia 567:

Inicia a guerra entre os aliados da Síria contra Israel e a mesma durará sete meses sendo análoga a guerra de Gogue (Ez.:39;14).

Dia 777:

A Guerra entre o pseudo Gogue e Israel é finalizada (Dn.:9;25) e se inicia a reconstrução do Templo de Salomão ou de Jerusalém propriamente dita.

 A guerra durará sete meses e, Israel após essa vitória, aproveitará o momento "da reconstrução de Jerusalém" para além de provavelmente transferir a capital para Jerusalém "caso ainda não tenha sido transferida", reconstruir o Templo que no dia em que escrevo se encontra o Domo da Rocha.

O dia 777 equivaleria ao início da profecia das setentas de Daniel sob a ótica Judaica, na qual o messias ainda não veio, visto que Jesus ainda não foi reconhecido como tal pelos judeus.  Daí, passarão dias onde as ruas e os muros de Jerusalém serão reconstruídos, mas em tempos calamitosos (Dn.:9;25).  Simultaneamente a isso, estar-se-ão enterrando os mortos da guerra contra a aliança da Síria "profecia de Gogue".

Pode-se notificar que na profecia das setenta semanas de Daniel, a mesma é dividida em sete semanas e sessenta e duas semanas, e a descriminação relativo às sete primeiras semanas, retrata o evento de reconstrução, tal evento é importante.

E indiretamente retrata a reconstrução de Jerusalém, mas, 49 dias "sete semanas" é um tempo muito curto, para determinar o fim de uma reconstrução física.

Isto posto, a importância teria sido a entrada de Ross em Jerusalém, pois o dia 777 representa a profecia de preparação para que os judeus aceitem o messias.  Logo, sua chegada em Jerusalém deveria ser lembrada na profecia de Daniel.  No mais, em Daniel é dito que depois das sessenta e duas semanas o messias será retirado, logo isto significa que tal messias teria chegado no início das sessenta e duas semanas que é o final dos primeiros 49 dias "sete semanas" após a guerra contra o pseudo Gogue.

Portanto, Ross chegaria em Jerusalém no dia 826.

75 dias após, Ross o futuro sétimo rei, ter sido aceito como messias em Israel, a Grande Babilônia chega ao seu apogeu (dia 900), a partir deste dia ela iniciará sua queda.

 

Dia 900:  O o Auge da Glória e Luxúria.

Nesse período, tudo demonstra que Ross está no auge de seu testemunho, pois já é aceito em Israel e pelo Vaticano e por 360 dias (de 540 à 900) o mundo cristão simbolizado pelo Vaticano lhe respeitou como líder mundial. 

Até então os 10 reis ainda estavam no processo de adquirir reino e no dia 900, o último dos 10 reis conquistou o seu reino e todos os 10 chifres terão reino por uma hora e entregarão o seu poder e a sua autoridade à besta.

Uma hora depois disto em algum país no qual um dos 10 reis tem autoridade; esta autoridade é posta em dúvida pois um golpe de Estado se caracteriza.

Já concluímos anteriormente, que este é um momento muito confuso, pois Abadom adentra intrusamente na história e além disto, o país do golpe de estado tende à ter Ross como seu líder rebelde.  E isto nos aparenta uma grande desarmonia analítica.  Pois como o sétimo rei que se faz líder de quase todo o mundo, precisa impor um golpe de estado num país para que ele possa ter um país para presidir?  Ora, como ele pode ser o líder do mundo e não presidir nenhum país?

Todavia, é dito que os dez reis entregam a sua autoridade à besta.  Mas pelo jeito, um desses 10 países logo após uma hora, o rei deste país muda de idéia e retira essa autoridade que dera à besta.

Certamente o motivo foi o fato deste rei dirigir seu apoio à Abadom que aparece na Terra após a abertura do poço do abismo.  Neste exato momento, Ross tenta retirar a autoridade deste rei e em contraposição todos os demais 9 reis se iram contra Ross e retiram a autoridade que haviam dado à Ross e a repassam para Abadom.

Ross então, estando ele em Israel, no prazo de uma hora ou cerca de 15 dias, completa o golpe de Estado sobre o primeiro dos 10 reis que se voltou contra ele e em sua ascensão assume a liderança de mais dois países tendo assim provavelmente a Síria, Líbano e Iraque sob seu domínio.

Até então, o mundo "despreocupado" via o crescimento daquele desconhecido,  como algo sublime, aceito pelo Papa como homem de Deus e por muitos outros cristãos de várias denominações religiosas.

 

A União da Forças Comunistas (UFC):

Ross, o desconhecido cristão é politizado e durante o período de Glória e Luxúria de Babilônia ele solicitará que os capitalistas executem a Solidariedade Extrema (a face capitalista do Neocristianismo) e durante um ano é aguardado para que isto seja posto em prática, ou seja, os países ricos deveriam perdoar as dívidas dos demais países e etc...

Ao passar de um ano, as mudanças foram insignificantes e então ele iniciou a solicitação para estatização do sistema econômico.  Deste momento em diante a ira sobre ele começa a se alicerçar.

Em uma Fábrica de UFOs num país em mistério estão sendo construídos discos voadores.

Os comunistas teístas já se reorganizam no mundo para se tornarem os Eleitos do Cordeiro na edificação do Império Milenar de Jesus Cristo.  Pois sabem, que em breve tudo cairá!!!

 

Dia 1050 ou 1090:  O início da invasão por terra:

Conforme relatei anteriormente, Ross se encontra em Israel e Abadom, liderando os Gafanhotos do Apocalipse,  e este evento será tratado posteriormente devido a grande complexidade do tema.

Passados os cinco meses...

Faltam sete meses para a morte de Ross, e finalmente inicia a invasão por terra dos três países que apóiam Ross.

Abadom é visto por muitos como sendo Jesus Cristo,  por outros ele é visto como o Pai de Jesus de origem extraterrestre.

 

Dia 1260: A morte de Ross.

Então nesse dia, Ross será assassinado.

Se ele ressuscitar, será dito que ele era uma das Testemunhas Mártires, mas pôr outros será dito, que ele é a besta, cuja ferida mortal foi curada, já que ele havia edificado o sétimo reino e com a sua ferida mortal sendo curada, ele poderia edificar o oitavo reino.

E assim o santo que é besta: é o verdadeiro edificador do sétimo e oitavo império, visto que um semelhante a ele, se fará vivo e edificará o oitavo império.

Mas, a História é muito mais complicada do que isto, a qual trataremos posteriormente

 

Ao término da guerra e ressurreição das Testemunhas mártires: Ross e o  oitavo Papa (poderia ser Francisco).

Os comunistas teístas "União das Forças Comunistas" dirão que os novos capitalistas que inicialmente haviam apoiado Ross, jamais doariam suas riquezas pacificamente, pois eles estavam apenas ganhando tempo para explorar ainda mais aos pobres, e se fortalecer para lutar contra Jesus. E afirmam que o sétimo e oitavo império já foram edificados e por isso o império dos comunistas teístas "Neocristãos" já representará o Império dos Eleitos do Cordeiro.

 

Já o erro dos comunistas que era o ateísmo, teria sido consertado se  "João Paulo II", tivesse aceitado a Teologia da Libertação dos Irmãos Boff, então se separaria o joio do trigo.

Portanto o pecado de João Paulo II não é pequenino, pois ele alterou a História em prol do capitalismo de uma forma terrível. E, o mínimo que ele poderia fazer para consertar seu erro histórico seria exigir dos capitalistas a solidariedade extrema.

Porém ele morreu e não exigiu solidariedade extrema dos capitalistas, e por isso não o considero santo, devido aos erros históricos e sem precedentes que ele cometeu em seu pontificado. Pois até o seu pontificado é alicerçado no sangue de seu antecessor "Albino Lucciane / João Paulo I, que foi assassinado para que um polonês anti comunista fosse eleito, afim de juntamente a Valessa, desestabilizar o comunismo polonês, e pôr reação em cadeia gerar a queda da URSS.

Mas, quero me abster deste julgamento!!!

 

Mas João Paulo II não se consertou e morreu em pecado "apesar de tentarem canonizá-lo erroneamente".  Caberá ao oitavo Papa consertar o erro de João Paulo II (ou um papa semelhante à ele que tenha cometido o mesmo erro no futuro caso haja, e assim o oitavo papa terá essa função).

Assim, o oitavo papa terá a função de consertar os erros de João Paulo II  e para isso será dado 1 ano para que haja o conserto.

 

Sete meses passarão e o oitavo Papa terá no dia 540 "ou numa determinada hora do dia 900" o início de sua glória e luxúria. Pois nesse dia ele atrairá a responsabilidade do império mundial a ele, tendo a seguinte justificativa teológica, embora muitos desconhecerão.

 

Ao oitavo Papa, será oferecido o poder do mundo, pois os líderes mundiais temerão o inferno, visto que já estarão sabendo que eles provocaram o Apocalipse e vestiram a roupa de cabeças e chifres da besta.

Estando eles tementes ao inferno, eles mostrarão arrependimento!!! E agirão como se pedissem perdão ao oitavo Papa, pôr terem edificado tal império. E oferecem esse império a Jesus, simbolizado pela imagem de tal papa.

O oitavo Papa "papa Francisco", entenderá o mistério da besta que é e não, e por isso ele aceitará a autoridade sobre o sétimo reino e repassará à Ross.  E esta duplicidade no poder, alguns interpretarão como se tal império fosse o sétimo e oitavo simultaneamente.

 

Neocristianismo de Ross e Berg:

Neocristianismo: Cristianismo derivado do entendimento da Máquina do Tempo.

Lembro que o neocristianismo de Ross espera que o capitalismo faça a Justiça Social pacificamente "Solidariedade Extrema".

Pois se assim agir, a História do Futuro se alterará.

Pois se isto ocorresse, não seria necessário edificar a Máquina do Tempo e o Reino de Deus desceria à Terra pacificamente, pois não teríamos criado Satanás.

Num determinado período do Apocalipse aparecerão pessoas estranhas se dizendo anjos de Ross e anjos de Berg.

Anjos:  são pessoas que conhecem o mistério de Deus, porém entre esses existem os que já regrediram no tempo e os que não fazem parte de nosso momento histórico, sendo inclusive oriundos de outro planeta de humanos.  Mas eles estarão fisicamente no Apocalipse seja á base de troca entre anjos nascidos em nossa época na terra e trocados por anjos semelhantes cuja origem será mistério, podendo ser anjos de luz ou das trevas.  Este fenômeno parece que já ocorre, pois isto para ocorrer só é necessário que seja retirado aquele que o detém e todo anjo possui seu similar na terra "a pessoa que o detém", que é uma pessoa semelhante ao anjo sendo nalguns casos o próprio originador do respectivo anjo que desce do céu.

Diziam os anjos de Ross, que o oitavo Papa não pregava a destruição do capitalismo, porquê os líderes responsáveis pela fundação do sétimo reino estão sendo substituídos pôr outros líderes que tem tendência socialista e tais já são os eleitos do Cordeiro, pois tendencionam a executar a Solidariedade Extrema.

 

Desta forma, a destruição da Aliança Capitalista, já está sendo feita democraticamente, sem portanto apelar para destruição bélica.  "Equivalendo ao período em que os reis ainda não receberam reino".

Mas o tempo para esse procedimento, segundo os anjos de Ross, termina no dia 900, quando todos os capitalistas deveriam fazer a Solidariedade Extrema em seus países, e os que não fizerem dentro deste prazo, é porquê não pretendem fazer, e por isso deverão ser destruídos pela UFC, representando os Eleitos do Cordeiro a vir posteriormente.

Mas, para alguns anjos estranhos, a ideologia é outra.  Para esses:  Ross na verdade é um demônio que quer impor o comunismo como saída social, afim de assalariar pessoas que não produzem.

 

Enfim, temos Ross, temos Berg e Abadom com seus anjos estranhos, mas um deles pode ser demônio, e talvez todos sejam demônios.

 

Os anjos estranhos, tendem a divulgar veementemente, que o sétimo e oitavo império mundial se manifestou na ordem democrática entre 540 e 900 sob o domínio de Ross "um demônio", e por isso, os responsáveis por sua destruição, já tendem a ser os eleitos do Cordeiro. Logo, já é mais do que tempo para o oitavo papa emitir opinião e abençoar a destruição de Ross em favor de Abadom.

A embromação do oitavo Papa para esses, só caracteriza que ele "oitavo Papa" é a besta e objetiva ganhar mais tempo para que o comunismo repudiado pelo santo João Paulo II se torne dominador da terra.

E assim fazer nascer o Apocalipse da Máquina do Tempo sob seu controle, no qual proporcionaria o nascimento de um Lúcifer/Satanás com poder para manipular o passado em prol do comunismo.  E tirando assim a santidade do Mistério de Deus, que deveria continuar mistério por toda eternidade.

 

Os anjos de Berg nesse período, já apregoam que Berg é Abadom que veio destruir Ross, pois alguns anjos de Ross afirmavam que a Fábrica de UFOs já possuía 3133 UFOs prontos para serem acionados na guerra.

E alguns anjos de Berg afirmavam que isso era mentira, pois a Terra não teria sido autorizada à construir o UFO, pois o Reino de Deus virá à Terra sem que se necessite construir nenhum UFO, pois tal Reino de Deus é extra-terrrestre e já se encontra pronto para ser instalado na Terra e o verdadeiro originador de Ross e Berg sabe disto e está ao lado de Jesus Cristo que é visto como Abadom em um dos UFOS que invadem a Terra para destruir Ross.

Essa história será melhor explicada posteriormente.

 

A grosso modo, a primeira metade da Última Semana de Daniel foi decodificada, com uma pequena variação de dias, visto que a precisão requer outros eventos relacionados, que não convém mencionar no momento.

capítulo anterior   próximo capítulo

 
 
 
 
 
 
 
 

 

Desenvolvido por PEPE PROPAGANDA